BLOG

04/07/2019

Dicionário da moda: conheça o significado das expressões usadas no mundo fashion

O mundo modista é bem plural. Então, é bem coerente ter um dicionário da moda. Além disso, grande parte dos termos utilizados pelos estilistas e designers são de origem inglesa e francesa, o que às vezes pode dificultar o entendimento desse universo. Ou seja, algumas informações importantes podem se perder.

Pensando nisso, e no seu melhor entendimento, desenvolvemos uma lista de significados fashion de vários termos que aparecem com bastante no dialeto das passarelas. Conheça algumas das expressões: 

  • Alta-costura: quando uma Maison atende aos rígidos critérios técnicos e de qualidade, onde tudo é feito manualmente (desde as costuras até os bordados), ela se enquadra na alta-costura. 
  • Anorak: casaco grande e acolchoado para o frio. 
  • Ankle Boots: botas de cano curto. 
  • Bainha: costura feita na barra de uma peça de roupa ou tecido, determinando o comprimento. 
  • Bata: é um tipo de blusa larga, utilizada tanto por homens quanto por mulheres.
  • Book: é o portfólio de um modelo. É o seu arquivo de fotos.
  • Booker: é o responsável pelo agenciamento do(a) modelo.
  • Boyfriend Jacket: são os casacos largos e amplos, como se fosse a jaqueta do namorado.
  • Balonê: peça de roupa, normalmente saias e vestidos, de corte franzido e presas pela parte inferior, que sugerem a forma de um balão.
  • Barra: acabamento de dobra simples, feito tanto para dentro quanto para fora nas extremidades inferiores das peças de roupas.
  • Barra Italiana: acabamento de dobra larga, fixa e aparente que confere um visual mais requintado tanto às calças masculinas, quanto às femininas.
  • Baggy: calça larga nos quadris, afunilada nos tornozelos.
  • Backstage: é a parte por trás do show: o camarim.
  • Body: maiô para uso como lingerie.
  • Bolero: casaco curto e aberto, que cobre somente os ombros e seios e deve ser usado sobre regatas. O bolero pode ser com ou sem mangas.
  • Bell Bottom: é um estilo de jeans, como aqueles dos anos 60, estilo hippie, pata de elefante.
  • Biker: estilo motociclista. Muita jaqueta de couro e botas com fivelas.
  • Boots: botas de cano médio e alto.
  • Bottom: parte inferior. Saia, calça, bermuda, shorts etc.
  • Brim: tecido grosso, empregado em diversos artigos, inclusive roupas profissionais, calças, jaquetas etc.
  • Coulissè: palavra de origem francesa que designa o acabamento tubular por onde passam os cordões, fitas ou tiras de tecido que ajustam e dão aspecto franzido a barras, punhos, cintura ou capuz de diversas peças de roupa.
  • Clutch: a palavra em inglês é a mesma que a palavra francesa pochette. É a italianíssima bolsinha de mão.
  • Cargo: estilo de roupa inspirado em uniformes militares, composto por bolsos e modelagem ampla, hoje também conhecido como peças utilitárias.
  • Casting: é como se chama a seleção de pessoas para um trabalho. Geralmente esta nomenclatura está associada ao mundo dos artistas e da moda.
  • Cuissardes: são as botas que vão além dos joelhos. Falamos também over knees.
  • Cardigã: casaco de lã sem gola e com abotoamento central, que pode ser usado sobre outras peças.
  • Chemisier: vestido abotoado na frente, como uma camisa masculina.
  • Curinga: é a peça-chave do armário, como o famoso pretinho básico que serve para todas as ocasiões.
  • Corselete: é um corpete com costuras mais firmes que um espartilho (lingerie), mas não molda o corpo. Não deve ser confundido com o CORSET, que é utilizado para moldar o corpo.
  • Corte enviesado: tipo de corte que dá mais caimento ao tecido ou à peça. Ele é feito no viés (diagonal) do tecido.
  • Corte Evasê: refere-se ao corte das roupas que se abrem uniforme e harmoniosamente em direção à parte inferior.
  • College: estilo inspirado na roupa das antigas colegiais saias pregueadas, blusa branca, sapatos baixos, laços de fita. No caso dos meninos, gravata e ternos sequinhos com o emblema da escola.
  • Customizar: é a ação de modificar, criar, adaptar, repaginar algo para que este tome uma forma diferente do original.
  • Current Fashion: moda atual.
  • Cotelê: tecido com estrias (costelas) em sua superfície, as quais são cortadas, formando o pelo. Tipo de veludo.
  • Drapeado: efeito de dobra ou franzido que produz ondulações harmoniosas em peças de roupas ou decorativas.
  • Dégagé: decote livre ou gola aberta, afastada do pescoço ou colo.
  • Délavé: efeito lavado para parecer usado, pode ser em jeans, couro e em tecidos mais leves como a seda.
  • Devorê: Devoré ou burnout (tecido etch) refere-se a um processo de químico onde um componente do tecido é destruído. O tecido devorê apresenta áreas transparentes e relevos.
  • Dicron: é uma malha stretch, elaborada com microfibra e elastano que garantem a maciez e a elasticidade da peça. O diferencial desse produto é o brilho discreto obtido através do uso de um fio iridescente que emite pequenos pontos de luz com o movimento e a incidência da luz sobre a peça.
  • Dry fit: conceito utilizado para definir o tecido feito com poliamida e elastano, ou seja, o supplex que, devido a sua estrutura e a titulagem do fio, proporciona um conforto propício para peças de esporte que exigem uma alta capacidade de transpiração. A peça com o conceito Dry Fit possui o tecido com capacidade de tirar a umidade do corpo e transportá-lo para fora do tecido. Dry Fit significa em inglês “caimento seco”.
  • Estonar: é um processo feito com o intuito de desbotar um tecido e deixá-lo com aspecto de usado e velho.
  • Echarpe: lenço longo e estreito que envolve o pescoço.
  • Escocês: espécie de xadrez, usado pelos clãs da Escócia. É a estampa característica do kilt.
  • Estilo Celeb: o modo de vestir das celebridades: top models, cantoras pop e atrizes de Hollywood. Por exemplo: Kate Moss, Diane Kruger, Madonna, Lily Allen
  • Festonê: de origem francesa, festonné, é um tipo de acabamento bordado em roupas ou peças de tecido.
  • Folk: estilo desenvolvido através de inspiração em itens folclóricos de determinado país ou região.
  • Fashion Designer: estilista.
  • Fashionista: é a pessoa que está intimamente envolvida com a moda, que segue tendências e que conhece a fundo o mundo fashion. Ama estar na moda.
  • Fitness: moda para academia, esporte e lazer.
  • Fuseau: é uma calça muito justa que possui alças em sua parte inferior para o encaixe dos pés.
  • Fuxico: é uma pequena peça feita manualmente com tecido, de formato arredondado, no qual após a costura, o fio é franzido formando uma espécie de flor.
  • Fru-fru: talvez o ornamento feminino por excelência. Forma onomatopeica de babadinhos franzidos, em geral estreitos.
  • Fashion Editor: editor de moda.
  • Fashion Scene: cena fashion.
  • Fashion Seasons: temporadas de desfiles.
  • Godê: corte em tecido enviesado que proporciona amplitude e caimento ondulado, muito utilizado em saias e vestidos.
  • Glam: estilo dos anos 70, elegância luxuosa e sexy.
  • Glitter: efeito brilhoso devido à purpurina, existem de cores variadas.
  • Gorgurão: tecido encorpado, liso, jacquard ou estampado, geralmente misto de algodão e poliéster, com efeito canelado, muito utilizado para calças, decoração, estofamento etc.
  • Habillè: literalmente, vestido. Popularmente, é o vestido enfeitado, luxuoso, o que não impede que seja curto.
  • Highlights: O momento mais quente, a sensação de um desfile, do evento.
  • Hype: excesso de propaganda, algo que cause muita expectativa antes de seu lançamento, euforia de divulgação. Na moda, é algo como moderno, da última moda.
  • Haute Couture: Alta-Costura.
  • Heat: algo quente, caloroso.
  • Hit: usado para se referir a algo que será o sucesso da estação, que deve ser bastante procurado nas lojas.
  • Homewear: roupa prática e confortável para ser usada em casa.
  • Hi-lo: é uma abreviatura para a expressão high and low, isto é, alto e baixo. Esse é um conceito de moda que tem como principal característica a mistura de peças sofisticadas e outras mais básicas, peças de grifes com outras populares etc.
  • It-bag: a bolsa do momento, a que todo mundo quer, a que todo mundo fala sobre.
  • It-girl: a garota do momento.
  • It-guy: o rapaz do momento.
  • Ilhós: aviamento redondo com orifício central utilizado para a passagem de ar, água ou cordões em roupas, acessórios, móveis etc. 
  • Jaqueta Perfecto: a famosa jaqueta de couro preto com zíper. 
  • Jardineira: macacão esportivo que deve ser usado com camisa ou T-Shirt. 
  • Jodhpurs: calças estilo indiano, são amplas até os joelhos e depois estreitas nas pernas. Eram usadas para cavalgar. 
  • Kitsch: é o mau gosto visto de uma maneira irreverente, engraçada. 
  • Legging: calça elastizada sem pés. Usadas para ginástica, para sair à noite com uma blusa longa ou com minissaia ou com minivestido. 
  • Limited Edition: produtos feitos em quantidade pequena, edição limitada. 
  • Long Dress: vestido longo. 
  • Label: grife. 
  • Little Black Dress: pretinho básico. 
  • Line-up: é a programação de um evento. 
  • Look: é a composição de peças, acessórios e estilo. 
  • Make ou Make-up: significa maquiagem. 
  • Maxi Pulôver: é um casaco grande, geralmente de lã, que pode ter manga longa ou não. 
  • Mix: variedade de peças em uma coleção. 
  • Matelassê: palavra de origem francesa, refere-se ao aspecto acolchoado obtido a partir da costura aparente de uma camada de enchimento entre duas peças de tecido ou couro. 
  • Mantille: vindo da Espanha, reduzido do antigo mantô, usado tanto pelas viúvas quanto pelas mocinhas, que deviam cobrir o rosto. 
  • Moulage: modelagem artesanal, feita com o tecido no corpo. 
  • Minidress: vestido curtinho. 
  • Mixed-up: o novo que surge de uma mistura de estampas, tecidos, acessórios. 
  • Nude: vem da palavra nua, logo a M.N. (moda nude) significa a moda que reserva cores beges, rosa-bebê (rosa bem claro), cor de pele, etc.
  • Nègligè: um tipo de roupão em tecido leve e transparente, que se usa na intimidade por cima da camisola. 
  • Nervura: prega ou dobradura estreita, em relevo, que resulta em listra ou desenho sobre o tecido. 
  • Obi: originalmente, o cinto que amarra os quimonos japoneses. Hoje, indica uma tira larga de tecido, couro, ou outro material, que dá duas voltas na cintura e amarra com um nó na frente. 
  • Out of Fashion: fora de moda. 
  • Open toe: sapato ou bota com a ponta aberta. 
  • Olheiro: chamado também de scouter, é aquele que encontra um novo rosto para carreira de modelo e encaminha essa pessoa para as agências. 
  • Oversized: termo para peças (ex. calças) ou acessórios (ex. óculos) de tamanho grande. 
  • Parigine: são as meias 5/8, chegam acima dos joelhos. 
  • Pantalona: calça comprida com as pernas largas, que podem ou não ter pregas na cintura. 
  • Papete: sandália presa basicamente por três tiras horizontais. A primeira fica próxima aos dedos, a segunda na metade do peito do pé, e a terceira atrás do calcanhar. Pode ter variados tipos de saltos e ser feita com lona, nylon ou couro. 
  • Peep-toes: são sapatos de bico redondo o qual é aberto apenas nas pontas dos dedos, dando um ar retrô, típico dos anos 40 e 50. 
  • Peplum: é uma prega ou babado localizado na altura do quadril ou final da cintura, sendo aplicada sobre outras saias. O peplum é inspirado no New Look de Dior, que surgiu na década de 50. 
  • Polainas: peça utilizada nos tornozelos. É como uma meia sem pé. 
  • Pelerine: É uma peça curta e de modelagem godê que cobre apenas os ombros e a parte superior dos braços. 
  • Patchwork: diferentes retalhos de tecidos costurados entre si. 
  • Príncipe de Gales ou escama de peixe: estampa inglesa com efeito visual semelhante ao xadrez, geralmente marrom, bege e cinza. É uma trama que forma um tipo de zigue-zague. 
  • Pence: geralmente utilizada para ajustar ou definir melhor a silhueta de uma roupa, é uma prega pequena, feita no lado do avesso, que vai se estreitando gradativamente até desaparecer por completo. 
  • Pesponto: costura exposta, feita à máquina, com o objetivo de unir os recortes de uma peça ou simplesmente enfeitar. 
  • Plissado: do francês plissé, é um conjunto de pregas estreitas, delicadas e permanentes, obtidas por pences prensadas ou costuradas no tecido. 
  • Prega: dobra sobreposta feita em um tecido. 
  • Pit: local onde ficam os fotógrafos durante um desfile. 
  • Prêt-à-porter: do francês, significa pronto para usar. É a roupa que encontramos em shoppings, ou seja, não foi feita sob medida para nós. 
  • Risca de Giz: padrão de tecido com riscas muito finas e claras sobre tecido escuro. 
  • Ribana (malha): estrutura feita em teares de dupla frontura, ou seja, uma face da malha é diferente da outra. Estas faces podem ser trabalhadas ou lisas, proporcionam um alto alongamento e elasticidade capacitando desta maneira que o tecido se molde e acompanhe os movimentos do corpo.
  • Retrô: é um termo usado para roupas antigas que voltam à moda. Retrô são as peças que foram produzidas recentemente, modelos novos inspirados nos antigos. 
  • Stylist: também conhecido como produtor de moda, é quem define a roupa que cada modelo vai vestir, os acessórios que combinam com a marca, as peças que criam bons efeitos na passarela etc. 
  • Saia A: modelo de saia com a forma da letra A, é ajustada no quadril e se abre na barra. 
  • Sarja: tecido extremamente forte, com riscas em diagonal. 
  • Savoir-Faire: saber fazer; habilidade; jeito. Na moda significa gente quem entende do assunto, que sabe fazer algo com elegância e charme. 
  • Savoir-Vivre: saber viver. Ter conhecimento e prática dos usos e costumes da vida social, habilidade em lidar com os seres humanos em geral, decorrente da experiência da vida e do convívio com outras pessoas; tirocínio, discernimento. Na moda, a palavra é utilizada para dizer que alguém sabe viver porque tem elegância, é fino. 
  • Streetwear: moda de rua, bem confortável. 
  • Suède:camurça. 
  • Saruel: calça ou bermuda com modelagem ampla no gavião. Fica com aspecto fofo na parte da frente e traseira, mas tem o cós e as pernas ajustados. 
  • Shape: do inglês forma, na moda utiliza-se este nome para modeladores, ou mesmo como a forma de moda. Ex.: O novo shape da moda. 
  • Skinny: é a calça com modelagem ajustada desde o corpo até os tornozelos. 
  • Sneakers: tênis cujo modelo é semelhante aos de basquete. Muito usado nos anos 80 e agora volta com tudo. 
  • Sparklin: tudo que brilha como paetês, espelhinhos, cristais 
  • Sianinha: tipo de acabamento produzido em algodão ou sintético, em forma de zigue-zague, vendido em lojas especializadas e utilizado tanto em roupas quanto em acessórios. 
  • Stone Washed: lavação que utiliza pedras para criar beneficiamento à peça com estilo de usado e desgastado. 
  • Strass: são pedrinhas ou cristais aplicados em roupas e acessórios para dar brilho à peça. 
  • Stretch: é o tecido com elastano em sua composição. 
  • Suja (peça): peça que sofreu beneficiamento para obter aspecto de usado ou sujo. 
  • Sweater: é um blusão de lã chamado também de suéter ou pulôver. 
  • Trash: do inglês, lixo. São roupas com cara de velhas, desgastadas e com aspecto pesado. 
  • Trendsetter: gerador de tendência, gente que lança moda. 
  • Trench Coat: é um tipo de capa/casaco comprido, utilizado sobre outras roupas. Originalmente é uma modelagem inglesa masculina feita de gabardine, com pala nas costas e faixa na cintura, que se tornou um clássico do guarda-roupa feminino. 
  • Tressé: couro trançado que dá forma a sapatos, alças de bolsas, cintos. 
  • T-Shirt: camisa em forma de “T”, camiseta. 
  • Tweed: tecido de fios retorcidos em tons mesclados. 
  • Tecidos Tecnológicos: tecidos de alta qualidade, durabilidade e conforto. Existem tecidos que exercem funções específicas, como proteger do calor, do frio, da umidade, do fogo e do mofo, outros com hidratante corporal em sua fórmula ou que tratam a celulite ou até mesmo que acendem (com luzes que formam estampas!). São tecidos que vão ao encontro da necessidade e do desejo do consumidor, sempre aliados à tecnologia. 
  • Top: do inglês alto, topo. É a parte de cima de qualquer roupa, miniblusa, jaqueta, camiseta etc. 
  • Twin-Set: conjunto (blusa e casaco) de material ou padronagens iguais. 
  • Up: dar um trato no visual, levantar o astral, deixar para cima. 
  • Used: beneficiamento que deixa o tecido com cara de usado. 
  • Utility Chic: minimalismo com tecidos finos, chiques. 
  • Vintage: é o termo usado para peças que foram criadas há mais de décadas, ou seja, são originais e antigas. Peça do passado (recente ou distante) incorporada a um repertório atual.
  • Viés: fitas de tecido simples ou decorativas, com fios enviesados, utilizadas para dar acabamento em golas, punhos, barras etc.
  • Zuave: calça comprida, reta, franzida nos tornozelos. Era o uniforme dos soldados franceses na Argélia.

Gostou do nosso dicionário da moda? Tentamos unir o maior número de termo. Mas, ao mesmo tempo aquelas palavras que ainda possuem sentido no atual cenário. Mas, além de saber como falar e o que falar precisamos de roupas legais, né? Pensando nisso, preparamos um Coleção Primavera 2019 super especial. Confira clicando na imagem abaixo.

Dicionário da moda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *